6.2.16

Do tempo pouco sabe dizer, quer-se menina e moça, fruto que amadurece e se transforma em mulher. Não sabe quem chegou tarde ou quem muito se adiantou. Não sabe se tinha de ser, como o fado que se arrasta, se seria caso de decidir, tomando o destino pelas rédeas. Sabe que o tempo passa e com ele passa  ela também.